O Suor Descontamina seu Corpo – Veja Todos os Detalhes

Sabíamos que a pele é um dos órgãos de eliminação ou excreção do organismo e, na medicina natural, é frequentemente referida como benefícios da expulsão de toxinas com o suor.

Esta é uma afirmação que é frequentemente questionada ou relativizada pela medicina oficial, que até agora não via no suor mais utilidade terapêutica.

No entanto, isso pode mudar com estudos como os realizados na Universidade de Alberta (Canadá), que comprovam como, através do suor, você pode eliminar quantidades significativas de poluentes ambientais que penetraram no corpo.

UMA MANEIRA DE ELIMINAR TÓXICOS, COMO RETARDADORES DE CHAMA

Um grupo desses compostos são retardadores de chama, tóxicos com efeito disruptivo endócrino.

Os retardadores de chama são éteres difenílicos polibromados (PBDEs) encontrados em uma ampla variedade de produtos do cotidiano, como dispositivos eletrônicos, móveis, plásticos, materiais de construção ou roupas.

CAUSAR INFERTILIDADE

Uma vez que penetram no corpo, os PBDEs se acumulam nos tecidos adiposos, alteram o sistema endócrino e favorecem a fertilidade e os distúrbios metabólicos.

Em um dos estudos canadenses, participaram 11 mulheres e 9 homens, dos quais foram coletadas amostras de sangue, urina e suor. As análises encontraram metabólitos de PBDEs no sangue e no suor de todos os participantes.

UMA BOA RAZÃO PARA SUAR

Os autores concluíram que o estudo ofereceu evidências de afastamento em favor de sessões regulares de transpiração como forma de facilitar a eliminação terapêutica dos PBDEs.

Outra pesquisa anterior, publicada no Journal of Environmental and Public Health, também provou que o suor é acompanhado por uma variedade de contaminantes, como bisfenol e metais pesados, como arsênio e cádmio.

EXERCÍCIO FÍSICO E SAUNA

Portanto, exercícios físicos, sauna e qualquer atividade que cause suor são formas eficazes de eliminar toxinas. Na próxima vez em que perguntarem “que toxinas?” você pode responder “PBDEs, metais pesados ​​e bisfenol, entre outros”.

Referências:

  • Genuis et al. Excreção humana de retardadores de chama de éter difenílico polibromado: estudo de sangue, urina e suor. Pesquisa Biomédica Internacional.
  • Genuis et al. Estudo de excreção humana de bisfenol A: sangue, urina e suor (BUS). Revista de Saúde Ambiental e Pública.
  • Margaret Sears et al. Arsênico, cádmio, chumbo e mercúrio no suor: uma revisão sistemática. Revista de Saúde Ambiental e Pública.